O que é energia solar? Tire suas principais dúvidas sobre!

7 minutos para ler

Com a procura constante de fontes energéticas limpas e sustentáveis nos últimos anos, a energia solar recebe um interesse cada vez maior e desperta curiosidade entre os interessados em contar com essa tecnologia — seja para economizar na conta de luz, seja para reduzir seu impacto sobre o meio ambiente.

No entanto, é normal surgirem algumas dúvidas sobre o que, de fato, é a energia solar, como ela funciona e quais são os mitos que cercam o tema. E foi justamente pensando nisso que preparamos este post para não deixar nenhuma dúvida. Boa leitura!

O que é a energia solar?

A energia solar, como o próprio nome dá a entender, é aquela proveniente dos raios solares que atravessam o espaço e chegam à Terra. Ela é composta de ondas eletromagnéticas, mas que podem ser convertidas em energia térmica ou elétrica a partir de determinados processos e com a utilização de certos equipamentos.

Quais são os principais tipos de energia solar?

Não existe uma única forma de captar a energia solar e convertê-la em energia elétrica e térmica. Entre os sistemas mais conhecidos do mercado estão os de placas fotovoltaicas, os de produção heliotérmica (ambos destinados à geração de eletricidade) e os aquecedores solares, que têm como intuito elevar a temperatura da água para a utilização em chuveiros e torneiras.

Como ela funciona?

O modo de funcionamento da energia solar varia de acordo com o sistema utilizado. Por isso, explicamos abaixo o método de funcionamento de cada um desses mecanismos. Confira!

Placas fotovoltaicas

As placas fotovoltaicas fazem a conversão direta da energia solar em elétrica. Para isso, elas são compostas por pequenas células fotovoltaicas, que são fabricadas a partir de um material semicondutor — atualmente, o mais utilizado é o silício.

Depois de instaladas, as placas ficam expostas à radiação solar que movimenta os elétrons do material semicondutor, formando uma corrente elétrica contínua. Esse fluxo elétrico passa por um inversor para ser transformado em corrente elétrica alternada, a exigida para a maioria dos equipamentos.

Embora não exija altos níveis de radiação solar para se manter em funcionamento, quanto maior a exposição à luz solar, maior a quantidade de energia que será produzida.

Sistema heliotérmico

Os sistemas heliotérmicos são a maneira menos conhecida de transformar a energia proveniente do sol em energia elétrica. Nesse método, são utilizados artefatos como grandes espelhos para concentrar os raios solares e, assim, focar a energia em determinado ponto.

Esse ponto pode ser o topo de uma torre ou um tubo com água em seu interior. Assim, com o calor dos raios direcionados para esse ponto, o líquido reunido se transforma em vapor, que acionará uma turbina, produzindo a energia elétrica.

Tal forma de produção de energia solar é recomendada para áreas com longas áreas planas e uma incidência alta e constante de raios solares.

Energia solar térmica

A energia solar térmica também é conhecida como aquecimento solar. Nesses sistemas são utilizadas placas ou coletores em forma de tubo para captar o calor e transferi-lo para a água a ser aquecida. Pode ser usada tanto em residência, para aquecimento da água do banho, quanto em processos industriais que demandam que o líquido em questão esteja aquecido.

Powered by Rock Convert

Ainda que esse sistema seja eficiente e contribua significativamente para a redução do consumo de energia, em dias chuvosos não será possível contar com essa fonte de calor. Por isso, é importante contar com sistemas auxiliares, movidos a gás ou mesmo energia elétrica.

Qual é o custo-benefício da energia solar?

O principal benefício da energia solar é que ela é uma fonte renovável de energia, sem que seja necessária qualquer ação para isso, uma vez que o Sol sempre brilhará. Além disso, ela é extremamente limpa, com impacto ambiental próximo do zero.

Outra vantagem da energia solar está na conta de energia. Embora seja necessário arcar com o custo de instalação dos sistemas de captação, a economia gerada com eles será suficiente para recuperar o investimento depois de um tempo. Quem conta com sistemas de captação de energia solar está imune as variações de preço da energia elétrica fornecida pelas empresas.

Junto a questão ambiental e econômica, a energia solar apresenta a vantagem de estar disponível mesmo em locais remotos, já que não são necessários grandes investimentos em infraestrutura para que ela comece a funcionar. Por fim, dependendo do tipo de sistema, a manutenção é bem simples. No caso das placas fotovoltaicas, basta fazer uma limpeza periódica.

Quais são os principais mitos sobre a energia solar?

Além das perguntas mais comuns sobre o funcionamento da energia solar, incluímos neste post as respostas para alguns mitos bastantes populares sobre a energia solar. Confira abaixo!

A energia não é gerada em dias nublados

Mito! Embora haja, sim, uma diminuição na quantidade de energia produzida, a produção não é totalmente interrompida se a nuvem estiverem encobrindo o Sol. Mesmo em dias chuvosos pode ocorrer alguma geração, que ocorre de acordo com a intensidade dos raios solares.

Depois de instalado um sistema de captação de energia não pode ser retirado

Mito! Todos os equipamentos instalados para a geração de energia solar podem ser retirados na instalação original e serem reinstalados em outro local. Para isso basta existir o cuidado de que a reinstalação siga um planejamento de acordo com as especificidades do novo local.

A durabilidade desses equipamentos não é longa

Outro mito comum sobre energia solar é de que os equipamentos não são duráveis. Com a manutenção em dia, eles podem durar até 25 anos, sem perder o desempenho. É importante contar com a garantia oferecida pela empresa, para caso algum problema aconteça e comprometa a durabilidade do produto.

O custo dos equipamentos é muito alto

Esse é outro mito, principalmente se levarmos em conta o custo-benefício da instalação de um sistema de energia solar. Ainda que o investimento inicial seja alto em determinados contextos, a recuperação é quase certa diante da economia gerada no longo prazo. Além disso, em alguns locais, é possível que alguns incentivos fiscais barateiem os custos.

A instalação pode ser feita por qualquer um

O último mito da nossa lista. O auxílio de uma empresa com boa reputação no mercado é indispensável para quem quer usufruir da energia solar. Desde o planejamento do projeto até a instalação em si são várias etapas, que envolvem a escolha do melhor local para a disposição dos equipamentos e a adequação da rede elétrica de acordo com a capacidade necessária e as normas de segurança estabelecidas.

A dica, portanto, é pesquisar bastante antes de escolher uma empresa de energia solar. Um erro nesse momento pode comprometer o pleno funcionamento dos equipamentos, seu investimento e mesmo sua segurança.

Quer o melhor acompanhamento para o seu projeto de energia solar? Então entre em contato agora mesmo com a Moove Energia Solar. Nossos profissionais estão preparados para ajudar você.

Powered by Rock Convert
Posts relacionados