Energia limpa: o que é e como contribui para a sustentabilidade?

6 minutos para ler

A energia limpa tem se tornado cada vez mais popular na sociedade, e isso com certeza é muito positivo. Todavia, apesar de sua aplicação ter apresentado crescimento nos últimos anos, ainda é necessário trilhar um longo caminho até que ela seja a principal fonte da nossa matriz energética. Mas, afinal, você sabe do que se trata a energia limpa e por que ela é tão importante?

Para explicar essas e outras questões, elaboramos este breve artigo. Aqui, você verá os problemas causados pela geração de energia a partir de fontes não renováveis, a definição de energia limpa e os seus tipos. Também abordaremos os benefícios dessa alternativa para a sustentabilidade. Confira!

Quais são os problemas causados pela geração de energia por fontes não renováveis?

Antes de se aprofundar no conceito de energia limpa, vale a pena ressaltar que as principais matérias-primas utilizadas no mundo para a geração de energia são o petróleo e o carvão mineral, respectivamente. Ambos constituem produtos esgotáveis, ou seja, que não têm a sua renovação realizada de forma rápida na natureza. Dessa forma, o primeiro ponto negativo é que elas não são sustentáveis a longo prazo, pois um dia as reservas desses materiais se esgotarão.

Outro ponto que podemos destacar é a poluição que a queima desses combustíveis gera. Eles lançam uma série de gases tóxicos na atmosfera, como o dióxido de carbono (C02) e dióxido de enxofre (S02). Além de prejudicar a saúde humana, esses combustíveis causam buracos na camada de ozônio, acelerando o efeito estufa e gerando a formação de chuvas ácidas.

Além disso, há problemas que podem ocorrer durante a extração desses materiais, como acidentes nas minas e vazamento de petróleo nos oceanos, que compromete a fauna e a flora local durante dezenas de anos.

As hidrelétricas são controversas levando em consideração esse ponto de fonte de energia limpa e renovável. Elas, de fato, consistem em uma fonte de energia renovável, pois é gerada por meio da vazão dos rios. Entretanto, ela é não é totalmente sustentável, pois a sua implementação requer a construção de grandes represas, que gera grandes alagamentos e danos para fauna e flora da região, além de expulsar comunidades ribeirinhas.

Por conta dessas questões, cada vez mais instituições públicas e privadas têm investido em fontes de energia alternativa para substituir velhas fontes de energia danosas ao meio ambiente, além de buscar reduzir o consumo com a automatização e utilização de técnicas modernas de iluminação, como a LED. Diante desses desafios, nada melhor do que entender mais sobre o que é, de fato, energia limpa.

O que é energia limpa e quais são os seus tipos?

Ao contrário das fontes não renováveis, a energia limpa é aquela que não libera poluentes durante a sua produção ou consumo, sejam eles dejetos ou gases. Fontes que liberam níveis baixos desses poluentes também são consideradas energia limpa. Entre as principais, podemos citar: energia solar, eólica e maremotriz. Explicaremos cada uma de forma mais aprofundada a seguir.

Energia solar

É a energia que utiliza a radiação solar como matéria-prima. Ela pode ser utilizada de várias formas, como para aquecimento da água e geração de energia elétrica. Para esse último, há dois sistemas: On Grid (sistemas conectados à rede elétrica e que armazenam o excedente de energia gerado) e Off Grid (sistemas que não estão conectados à rede elétrica e armazenam energia em baterias).

Powered by Rock Convert

Energia eólica

A energia eólica utiliza a força dos ventos para gerar energia. Dessa forma, a sua aplicação é mais recomendada para áreas que tenham grande influência da ventilação. No Brasil, entre as regiões que mais utilizam essa fonte de energia, podemos destacar o Nordeste, mais especificamente o estado do Ceará. Como ponto negativo deste tipo de energia, vale a pena saber que ele gera ruídos que podem se tornar incômodos.

Energia maremotriz

A energia maremotriz é aquela que utiliza a força das ondas do mar para gerar energia. Esta é a fonte limpa menos comum quando comparada à eólica e solar, por exemplo. Isso se deve ao alto custo inicial e tecnologia exigida ainda pouco acessível. No Brasil, ela ainda é uma energia limpa pouco utilizada, mas é bastante promissora para as próximas décadas.

Como a energia limpa contribui para a sustentabilidade?

A produção e consumo de energia limpa são fundamentais para a proteção do meio ambiente e comprometimento com as gerações futuras. Como não geram poluentes e gases para o efeito estufa, essas formas de obter energia não contribuem para o agravamento do aquecimento global, poluição de rios e outros fenômenos.

Diante de produções energéticas que geram a contaminação de rios, alimentos e da atmosfera, aumentando o índice de doenças entre as populações, é necessário recorrer a formas de energia limpa para garantir a saúde das pessoas.

Todo cidadão, empresa ou governo que pensa no futuro da humanidade e na garantia de uma vida com qualidade para as próximas gerações, deve incluir a energia limpa como fonte para residências, empresas e outras propriedades.

Qual é a importância da energia limpa para além da sustentabilidade?

Apesar de a sustentabilidade representar um fator de destaque para que a energia limpa seja implementada em nossa sociedade, ela não é a única vantagem. Podemos destacar, por exemplo, a economia significativa que a adoção de fontes de energia alternativa, especialmente a energia solar, geram na conta de luz.

Além disso, quando uma empresa adota soluções sustentáveis, como a energia limpa, ela pode ser beneficiada com abatimentos de impostos municipais, como é o caso de cidades como Salvador, que adotam o IPTU Verde. Outro ponto que devemos destacar é a possibilidade de utilizar esse elemento com um instrumento de marketing verde para a sua empresa. Dessa forma, é possível atrair novos clientes pela iniciativa sustentável.

Portanto, a energia limpa não deve ser vista com um custo para a sua casa ou empresa, mas como um investimento. Como você pôde ver, ela é capaz de obter a atenção de mais clientes, criar valor para a marca, ajudar na economia da conta de energia e ainda contribui para um futuro melhor para as próximas gerações!

Gostou de saber como a energia limpa contribui para a sustentabilidade? Então, compartilhe este artigo nas suas redes sociais e espalhe essas informações para amigos, familiares e colegas de trabalho! 

Powered by Rock Convert
Posts relacionados